Home arrow Castelo Branco arrow Gonçalo Fabricio, contra o cinzentismo um concelho e uma cidade sustentável
Home
Noticias
Belmonte
Castelo Branco
Covilhã
Sertã
Deputados e Autarcas
Opinião
Links
Documentos
Contactos

 

 Adere ao Bloco
Newsletter






_esquerda.png
site_be
grupo_parlamentar.png

Gonçalo Fabricio, contra o cinzentismo um concelho e uma cidade sustentável Imprimir e-mail
gonalo.jpgO Bloco de Esquerda apresentou na noite de sexta-feira, buy 7 de Agosto, os candidatos com que vai concorrer às eleições autarquias no concelho de Castelo Branco.
O partido avança com listas à câmara municipal, assembleia municipal e às assembleias de freguesia de Castelo Branco e Cebolais de Cima.
Gonçalo Fabrício, que lidera a lista à câmara, diz que a sua candidatura “bate-se por um concelho e uma cidade sustentável”, em contraponto com o cinzentismo que segundo o Bloco de Esquerda tem vindo a ser implementado pela gestão socialista de Joaquim Morão, com obras em que o betão e o granito dominam.
As primeiras propostas que apresentam são direccionadas para a área ambiental, nomeadamente a certificação ambiental dos edifícios camarários.
Para o Bloco de Esquerda o protocolo assinado recentemente entre a autarquia e o Instituto Politécnico de Castelo Branco para este fim é “populista”.
“Isto não vai lá com assinaturas de protocolos para monitorizar edifícios, nós neste momento temos condições suficientes para começar a actuar”.
Gonçalo Fabrício diz ainda que a gestão da água tem sido feita de forma “irresponsável” e por isso propõe que todos os edifícios camarários – escolas incluídas – aproveitem a água da chuva para utilizações ao nível dos sanitários, fontes ou rega de jardins.
Esta medida iria permitir mais espaços verdes, na óptica do candidato do Bloco de Esquerda.
O engenheiro civil de 41 anos diz que se candidata “porque chegou a hora de dizer basta e de passar da crítica de café para a acção”.
Da lista à câmara fazem ainda parte João Paulo Pedrosa, Maria Alice Ribeiro e Tiago Moura.
Manuel Costa Alves, de 65 anos, é o cabeça de lista à Assembleia Municipal de Castelo Branco.
O meteorologista diz que o órgão não tem cumprido a fiscalização à actividade do executivo e dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento e propõe a criação de comissões ou grupos de trabalho permanente para acompanhar a vida autárquica.
Costa Alves diz ainda que do ponto de vista cultural o trabalho do município “é do pior que tenho visto nas autarquias”.
Na apresentação também se falou de eleições legislativas, com a deputada Helena Pinto a dizer que José Sócrates “deve muitas explicações ao país e deve começar aqui no distrito onde se candidata”.
“O Partido Socialista tem um programa que é secreto”, diz Helena Pinto, que desafia o secretário-geral do partido a ser claro quanto às privatizações, emprego, parcerias público-privadas e às portagens nas auto-estradas em regime de SCUT.
O Bloco de Esquerda concorre à Assembleia de Freguesia de Castelo Branco com Luís Barroso e a Cebolais de Cima com Sandra Fabrício.
A campanha começa oficialmente a 1 de Setembro, com o partido a confirmar a presença de Francisco Louça em Castelo Branco.

 

Reconquista 2009

Sábado, 8 de Agosto de 2009


 

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
© 2018 Site Distrital de Castelo Branco - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.