Home
Home
Noticias
Belmonte
Castelo Branco
Covilhã
Sertã
Deputados e Autarcas
Opinião
Links
Documentos
Contactos

 

 Adere ao Bloco
Newsletter






_esquerda.png
site_be
grupo_parlamentar.png

Um em cada cinco trabalhadores está a prazo Imprimir e-mail

O relatório do organismo europeu que recolhe e trata os dados relativos à evolução da força laboral na União Europeia destaca a quebra na taxa de emprego - no que respeita aos trabalhadores até 64 anos - nos 27 países da UE em 2009 (64, 6%), após uma subida constante entre 2002 (62,4%) e 2008 (65,9%).

Mas no que respeita à população activa mais idosa (entre 55 e 64 anos), a taxa de emprego continuou a crescer, atingindo os 46% em 2009, o que representa uma subida de 1% ao ano desde 2000.

No total da população activa, a taxa de emprego atribuída a Portugal não diverge muito da média europeia (66,3%), mas o mesmo não se passa no capítulo dos contratos a prazo e do trabalho em part-time.

Com uma taxa de 22%, um em cada cinco trabalhadores em Portugal tem um contrato a prazo, ou seja, apenas a Polónia (26,5%) e a Espanha (25,4%) ultrapassam o nosso país. A média europeia a 27 é de apenas 13,5%.

O contrário acontece no trabalho a tempo parcial, que faz parte do quotidiano de 18% da população activa da UE, mas que em Portugal atinge apenas os 8,4%. Os baixos salários praticados ajudam a explicar a baixa percentagem portuguesa e a Holanda destaca-se nesta lista, com 47,7%, seguindo-se a Suíça (33,4%), a Noruega (27,8%), Suécia (26%). Dinamarca, Alemanha e Reino Unido surgem também acima dos 25%.

 

 

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
© 2018 Site Distrital de Castelo Branco - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.