Home
Home
Noticias
Belmonte
Castelo Branco
Covilhã
Sertã
Deputados e Autarcas
Opinião
Links
Documentos
Contactos

 

 Adere ao Bloco
Newsletter






_esquerda.png
site_be
grupo_parlamentar.png

Escolas a fechar poderão ser mais de mil Imprimir e-mail
Governo reitera que só fechará 701 escolas do 1.º ciclo, mas continua a não revelar quais são. Entretanto o jornal Correio da Manhã (CM) divulga uma lista com 1079 possíveis escolas a encerrar, todas com menos de 21 alunos, entregue pelo ME à Associação Nacional de Municípios Portugueses.

O Governo anunciou em Julho que o processo de reordenamento escolar estava concluído e que 701 escolas primárias iriam fechar. Contudo, a menos de um mês do início do ano lectivo há casos ainda em aberto.

Miranda do Corvo, Covilhã e Moita são exemplos de municípios que ainda esperam por um veredicto definitivo e que acreditam que as escolas poderão manter-se abertas. No Alentejo, tem havido também muita contestação contra o fecho de escolas em Arraiolos, Santiago do Cacém, Estremoz e Castro verde. Já em Benavente, reporta o CM, só há dias foi conhecida a decisão final sobre a escola de Foros de Almada que irá então fechar, e tem actualmente 19 alunos.

Segundo a edição impressa do CM, o Ministério da Educação (ME) fez chegar à Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) uma listagem de 1079 escolas com menos de 21 alunos. Segundo fonte da ANMP, a explicação dada pelo ME para a disparidade do número desta lista, quando comparado com o número avançado pela tutela, está no facto de se tratar de uma listagem que inclui também as 323 escolas com menos de 10 alunos cujo encerramento já estava anteriormente definido.

Quando, em Junho, o ME anunciou o reordenamento da rede escolar, falava-se no fecho de 500 escolas primárias com menos de 21 alunos. Agora, a ANMP acredita que a intenção é encerrar todas as 1079 escolas primárias.

Entretanto, o Gabinete da Ministra da Educação, Isabel Alçada, explicou que a lista entregue à ANMP constituía um “documento de trabalho”, que serviria de base à negociação entre as partes.

Mas o que é certo é que embora o Governo reitere o número de 701 escolas a encerrar, afirmando que o processo está concluído, recusa-se a divulgar a lista oficial das mesmas, deixando várias autarquias, alunos, pais e professores sem saber como e onde começará o próximo ano lectivo, que já está à distância de menos de um mês.

O CM disponibiliza no seu site a lista completa das 1079 escolas, que antecipa que serão os distritos de Viseu, Vila Real, Santarém, Coimbra e Guarda os mais afectados pela reordenação escolar. 

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
© 2018 Site Distrital de Castelo Branco - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.